domingo, 31 de janeiro de 2016

LIÇÕES DE VIDA





 “o ser humano age conforme os desejos aos quais ele se apega. Após a morte, ele vai para o mundo seguinte levando em sua mente as impressões sutis de suas ações. E, depois de colher o que plantou, ele retorna a este mundo de ação. Assim, aquele que tem desejos continua sujeito à reencarnação.”
                                                           Sukla Yajur Veda.

A Terra está entrando em uma nova era. Os seres humanos estão confusos. Eles anseiam por novas respostas para velhas perguntas. Nunca houve tanto interesse pelo invisível e pelo inexplicável. Na história da Terra nunca houve tantas mudanças num espaço de tempo tão curto, no entanto, há coisas que nunca mudam. Hoje, por exemplo, as pessoas se comunicam instantaneamente com o outro lado do mundo, mas em compensação nunca estiveram tão isoladas umas das outras. Vejamos, por exemplo, uma família na Terra: Pai, mãe, filho e filha, cada um vivendo no seu mundo particular; em seu quarto o filho surfava pela Internet; a mãe entretinha-se com uma novela em seu quarto; o pai assistia a um jogo de futebol na sala; e a filha falava ao telefone; cada um em seu próprio mundo, e todos isolados. As pessoas se reúnem em grupos, vendo virtudes e justiça apenas em suas próprias necessidades, desejos e crenças. Agindo dessa forma, elas cortam a ligação com Deus. Todo dia nasce uma nova religião, culto ou seita; apesar disso, o ser humano continua a clamar por respostas.

Há diferentes caminhos e verdades. Use o livre-arbítrio dado por Deus, para escolher o caminho certo para você. A verdade é complicada porque cada ser humano tem a sua, e cada um vê a sua como uma verdade diferente.

A Terra foi criada há bilhões de anos atrás e ocupa um minúsculo lugar no Universo. E, por milhões de anos, espíritos têm visitado a escola da Terra, primeiro como homens das cavernas, da Idade da Pedra, aprendendo as duras lições oferecidas por um meio ambiente hostil, cruel e perigoso. Aos poucos, eles aprenderam a se comunicar uns com os outros. Aprenderam também que precisavam unir-se para sobreviver; aprenderam a lição da fraternidade e, com o passar do tempo, o homem começou a procurar as respostas para sua existência. Ele então inventou suas primeiras religiões; deuses do fogo, da água, das florestas, dos mares e das montanhas. Mesmo nessas primeiras crenças havia um conceito verdadeiro: O homem era apenas uma parte de um todo maior.

Embora o ser humano tenha evoluído, ainda é muito imperfeito, carregando desde as primeiras existências na Terra, as vibrações negativas de egoísmo, ódio, vaidade e violência. Não podemos lavar essas imperfeições simplesmente mergulhando num rio, nem se prostrando diante de um altar e dizendo que aceita Jesus como seu salvador... Não é tão fácil assim, porque não haveria justiça.

Deus não castiga nem julga ninguém. Somos nós mesmos que nos punimos, porque somos responsáveis pelos nossos atos e suas consequências. Através de nossos pensamentos, desejos, palavras e ações, colocamos em movimento as condições que podem proporcionar a felicidade ou o sofrimento. Todos nós somos espíritos criados pelo Supremo Senhor. Ele nos criou à sua imagem e semelhança; e o que fez o ser humano? Em virtude da sua ignorância e atraso espiritual, o ser humano fez Deus a sua semelhança, criando uma imagem de Deus, como um ancião de cabelos e barba branca; materializando o Criador. Mais já paramos para pensar nisso? Vejamos então: Muitos são loiros, outros morenos, brancos, pretos, amarelos, masculinos, femininos, baixos, altos, gordos e magros. Certamente que não somos a imagem física de Deus, pois isso seria impossível, dada a essas diferenças. A nossa semelhança com Deus é em Espírito, porquanto Deus também é Espírito, e não esse deus feito pelos homens, que criaram para impressionar os nossos antepassados ainda ignorantes.

Todos nós viemos da mesma fonte. Somos parte do mesmo todo que é Deus, porque somos suas criaturas. Porém, cada um de nós é diferente e tem que evoluir juntamente com os mundos que Ele criou. Em cada existência nova nascemos num corpo material e estamos aqui para aprender, experimentar, ter sucesso ou mesmo falhar. Estamos aqui para evoluir e esta existência e este corpo que usamos foram moldados com base nos nossos ideais de realizações. Essa é a lei do Universo, a lei natural e espiritual, e é através do nosso livre-arbítrio, das nossas ações e dos resgates que atingiremos a evolução. Esta explicação vem sendo dita e repetida através dos séculos...

Podemos hoje orar até o amanhecer; podemos chamar a Deus de nosso Senhor; mas se as nossas ações e nossos pensamentos não estiverem cheios de amor, compaixão e misericórdia, nossas palavras serão vazias. Podemos ir a qualquer igreja, a qualquer templo protestante ou a qualquer centro espírita e achar que só isso basta, ou dizer: ”Eu aceito Cristo e perdoe todos os meus pecados.” Eu digo que não há nenhuma igreja, templo, centro espírita, padre, pastor ou feitiço que faça mudar sua existência. Em nós está á resposta e o caminho para a nossa libertação e progresso. As religiões podem até apontar o caminho, mas nós é que precisamos andar, e há muitas escolhas no caminho.

Na Terra há diferentes faixas de vibração. Em cada uma dessas faixas as pessoas vivem suas existências fazendo escolhas, aprendendo, sorrindo ou sofrendo e evoluindo. Por que algumas pessoas vivem na pobreza, na doença, na fome e na ignorância?  Por que algumas pessoas têm sucesso e outras não? – A resposta é simples: Resgate, expiação ou abnegação, compromissos que unem as pessoas. A razão da nossa existência na Terra é clara: superar as vontades, desejos e ambições de nossa personalidade inferior. Quando um espírito encarnado consegue isso, ele entre em sintonia com as mais elevadas vibrações e com o Criador. Pouco a pouco, durante cada existência, vamos desfazendo-nos das imperfeições e ilusões terrestres e trocando o peso delas pela melhora do nosso espírito.

Buda, Maomé, Moisés, Sócrates, Jesus, Allan Kardec, Gandhi, foram mensageiros da mesma luz, e suas mensagens eram dirigidas para diferentes épocas, povos e culturas. Sempre há uma razão para tudo e para qualquer situação na Terra e no Universo. Ninguém foi criado para viver uma eterna desgraça, porque ninguém vive apenas uma existência, como pensavam antigamente nossos antepassados.

A Terra está mudando e as maldades e as vibrações negativas vão sendo vencidas no mundo, (apesar de muitas situações infelizes que ainda assistimos), pela chegada de novos espíritos mais evoluídos e pela chegada da Nova Era de progresso. A Terra não foi criada para nosso prazer nem para a diversão; nós estamos aqui por uma razão e, se por ventura alguma infelicidade nos acontecer não vamos dizer que foi a vontade de Deus, para não colocarmos a responsabilidade em quem realmente merece: nós. Tudo que pensamos, falamos e fazemos tem consequências; se não agora, haverá mais tarde. O resgate é a lei natural das consequências negativas. O resgate não é bom nem ruim, é simplesmente o resultado de nossas escolhas e ações infelizes...

A nossa existência fica complicada em razão dos medos; todos nós temos medos diferentes, mas a emoção e os resultados são sempre os mesmos. Vamos dar um pequeno exemplo: - Quem são as pessoas mais famosas e bem-sucedidas que conhecemos? - São os empresários bem sucedidos, os políticos, os artistas e alguns jogadores de futebol. Vocês acham que, por terem atingido certo nível de fama, fortuna e poder, eles não têm medo? – Vocês acham que eles não temem o dia em que a fama e a fortuna se acabarem? – Será que eles não têm medo de ficar velhos, de perderem as posições que alcançaram e da morte lhes separar de tudo isso? – Pois saibam que todos têm medo; medo do mundo, medo de suas fraquezas e do vazio de suas almas, e é por causa desses medos que muitos procuram as drogas que as levam ao crime e a morte. Se eles soubessem por que nasceram neste mundo o que programaram para si, eles não precisariam se drogar ou viverem enganando a si mesmos por causa de seus medos... Cada um de nós é responsável pelo medo que os outros sentem, porque, quando rejeitamos alguém porque ele ou ela não é bonito/bonita, não é inteligente, amigável, não se veste bem, somos responsáveis pelo medo desse alguém, pela sua rejeição, sua dor, sua raiva, seu revide, e como somos ligados uns aos outros, sofremos também.

Muitas pessoas pensam que a existência não tem sentido porque não entendem o que estão fazendo aqui, por que nasceram e o que esperam delas. A Terra é uma escola onde nós aprendemos e nos aprimoramos. Por isso nós estamos aqui; somos parte do Universo de Deus, para crescermos e evoluirmos como tudo o mais. Nós somos Sua criação e precisamos aprender por nós mesmos. Deus nos deu o livre-arbítrio para fazermos as nossas escolhas, às vezes boas outras vezes más, e como espíritos, crescer espiritualmente. Cada momento, cada hora, mesmos nas mais diferentes situações de insegurança, angústia e sofrimento, vivamos sabendo que somos espíritos eternos criados por Deus e fazendo parte D’Ele, para sermos felizes.

Creiam, nenhuma existência na Terra é perdida; nenhuma é um fracasso, nenhuma termina em derrota. Isso não é possível, em face da Lei de Progresso a que estamos todos submetidos, e, as vibrações negativas existem para que possamos fazer as nossas escolhas e nossa evolução. Cada espírito aprende do seu próprio jeito e em seu tempo. Nenhum espírito é melhor ou pior que outro; apenas estão em faixas diferentes, em razão do progresso que alcançaram. Certa vez um sobrinho me perguntou como eu explicava a lei de progresso, de um criminoso que havia matado doze pessoas.  Eu lhe fiz ver que se na existência presente ele tinha matado doze pessoas, em outra existência anterior, pode ter sido um elemento que comandou a morte de centenas de pessoas; e em outra mais anterior ainda, pode ter sido um conquistador que destruiu cidades e levou a morte milhares de pessoas. A sua situação de ignorante das leis divinas de amor e fraternidade, perante a eternidade o faz continuar devedor. Arrependido de seus atos, conforme me fizera sabedor, pode na próxima existência ele vir ainda com a índole de criminoso, e provocar a morte de apenas uma pessoa. Na seguinte existência, mais arrependido ainda, pode vir sofrendo de todas as faculdades que prejudicou nas suas ações anteriores, resgatando seus débitos para com a justiça divina. Assim se processa o progresso do Espírito.

Jesus é o governador do mundo em que vivemos. Ele é o guardião da vibração terrestre, e há diferentes níveis de vibração no Universo; uns altos e outros baixos. Ele falou sobre esses diversos níveis quando disse que “há muitas moradas na casa do Pai.” Jesus veio como um Espírito de luz encarnar nesta baixa vibração da Terra, para mostrar a todos como viver. Ele mesmo disse: “Eu vim como uma luz, para que todos não fiquem na escuridão. E, se alguém ouvir minhas palavras e não as guardar, eu não o julgarei, porque eu não vim para julgar o mundo.” Ele também demonstrou  que a morte não existe! Ao invés da morte, há o renascimento, dependendo do lado pelo qual a pessoa está passando. Se alguém está chegando neste mundo, chamamos nascimento, e se alguém está partindo deste mundo, chamamos morte... Sabemos que não existe a morte, apenas nos libertamos do corpo físico e voltamos como espírito ao mundo espiritual de onde viemos e que é a nossa verdadeira vida.

O mundo de hoje está muito mudado e é muito mais complicado do que o mundo de nossos pais. Porém a existência é a mesma de milênios atrás. Todas as sociedades e culturas, atualmente, estão mudando numa velocidade nunca vista antes, e nos sentimos deslocados por causa dessas mudanças. O que está acontecendo? Aonde tudo isso vai nos levar? E por que está acontecendo? – O que está acontecendo, chama-se evolução. A existência nesta vibração (Terra) se resume em escolhas, e a vibração terrestre está mudando por escolhas do ser humano que está evoluindo. Quanto maior o avanço espiritual, maior a evolução que traz o desenvolvimento, que por sua vez pede um nível maior de escolhas e responsabilidades.

As mudanças que estão se realizando é resultado da evolução da vibração atual, pois a Terra está entrando numa Nova Era. Valores espirituais e ideais mais elevados terão uma nova importância, em virtude da chegada de espíritos mais evoluídos à Terra, enquanto que os espíritos mais atrasados, por não se adaptarem a nova era, irão reencarnar em outros mundos. Entretanto, parece que não estamos progredindo, mas regredindo, em virtude da violência de hoje. A violência, sem sombra de dúvida, é uma questão espiritual, porque enquanto o ódio, o egoísmo, o desejo de posses terrenas, a ganância e a exploração existirem nesta vibração, certamente que a violência continuará. A violência também é resultado do medo. Esse medo é que faz uma nação temer a outra que fica mais forte; que faz os brancos temerem os negros, os ocidentais temerem os orientais, e o mais inconcebível, uma religião temer a outra. A resposta para tudo isso é: ignorância, inveja, medo e ódio...

Somente quando os seres humanos se conscientizarem de que são espíritos imortais e que toda ação praticada tem a sua reação; quando se reconhecerem como filhos de Deus, essa competição constante, de irmão contra irmão, por posses terrenas provisórias e posições de destaques, desaparecerá da face da Terra, ocasião em que não haverá mais necessidade de enganar e roubar alguma coisa, porque o ser humano evoluído não terá desejo nem inveja do que tem o seu irmão, por saber que tudo o que existe, pertence a Deus, que premiará todo aquele que tenha merecimento.

Existem ainda muitas pessoas que não confiam em Deus e acham que as coisas acontecem sem o seu consentimento. Mesmo as coisas que acontecem que nos chocam e não encontramos explicação, são do determinismo divino, que está dando a cada um, de acordo com o livre-arbítrio exercitado nesta ou em outra existência, a oportunidade de se libertar do passado negativo. Está havendo e ainda haverá grandes mudanças no mundo. Estamos enfrentando atualmente a tempestade que, prenuncia a bonança. A Terra não será mais em futuro próximo, um mundo de sofrimentos e expiações. Dentro de mais algum tempo, ela receberá uma vibração mais elevada, com a chegada dos novos espíritos que instalarão a paz que Jesus desejou para este mundo.

Sabemos perfeitamente que nem todos os que vivem atualmente na Terra, estarão afinados e sintonizados nessa nova vibração espiritual. Entretanto, haverá lugar para onde irão, os que não praticarem o bem e aceitarem à luz, porque, disse Jesus: “Na casa do Pai há muitas outras moradas.”

Finalizando esta exposição sobre “Lições de Vida”, eis ainda uma bela lição: Certa vez perguntaram a Buda, o que mais o surpreendia na humanidade, e ele respondeu:  “Os homens que perdem a saúde para conseguir o dinheiro, e depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Por pensarem no futuro, esquecem o presente, de tal forma que, acabam por não viver nem no presente nem no futuro. Vivem como se nunca fossem morrer... e morrem como se nunca tivessem vivido.”


Que a Paz do Senhor esteja em nossos corações.


Bibliografia:
Livro “Quando Ele voltar”
Novo Testamento
 

Jc.
S.Luis, 17/4/2007.
Refeito em 03/01/2016

Nenhum comentário: