quinta-feira, 13 de agosto de 2015

AS MOEDAS E O SALÁRIO MÍNIMO





 As moedas  A primeira moeda brasileira foi o “açúcar”, que em 1614 passou a valer como dinheiro, por ordem do então governador Constantino Menelau.  O valor da arroba de açúcar (15 kls.) foi fixado em 1.000 réis, que era a unidade monetária usada (Real Português). Na época, só os funcionários da administração portuguesa, recebiam salário em moeda. O dinheiro vinha de Portugal, mas sua origem era espanhola, em virtude das reservas metálicas de prata e ouro serem mais abundantes na Espanha, no período colonial, devido á dominação de Portugal pela Espanha, durante o período de 1580 a 1640.
Em 1624, a Holanda ocupou parte do nordeste brasileiro e, sob seu domínio, foi realizada a primeira cunhagem de moedas no território nacional. Eram moedas pequenas, quadradas, feitas em prata e ouro, e surgiram em Pernambuco, em 1645. Em 1669, moedas de prata portuguesas passaram a circular no Brasil, carimbadas com um sinete real, nos valores de 80,160, 320 e 640 réis.
Moedas propriamente brasileiras só vieram a surgir no final do século XVII.  Salvador era então a principal cidade da Colônia, sua capital e o mais importante centro de negócios. Em 1694, os portugueses instalaram a primeira Casa da Moeda do Brasil. As moedas eram cunhadas em prata e ouro, sendo que, as de prata de valores originais: 20,40,80,l60,320,640 réis; e as de ouro valiam 1, 2, 4 mil réis. O povo logo lhe deu o nome de “patacas” com sentido depreciativo. De 1695 a 1702  entrou em circulação moedas de cobre de 10 e 20 réis, cunhadas na Casa do Porto.
Com a descoberta de jazidas de ouro pelos bandeirantes e a intensa exploração das “Minas Gerais”, a fabricação do dinheiro foi transferida para o Rio de Janeiro, em 1698, e alí eram cunhadas em prata e ouro, com os valores já mencionados. Em 1714, já no reinado de D. João V, havia duas Casas da Moeda, no Rio de Janeiro e também em Salvador. Em 1724, criou-se a terceira Casa da Moeda, em Vila Rica (MG.), que foi extinta dez anos depois.
A falta de troco era tanta que o Maranhão chegou até a ter a sua própria moeda, fabricada em Portugal, e eram feitas em cobre, prata e ouro, nos valores de 5, 10 e 20 réis.
Até a vinda da Corte portuguesa para o Brasil, com D. João, em 1808, o valor total das moedas em circulação não ultrapassava a cifra de 10.000 contos (10 milhões de réis). Essa moeda permaneceu por mais de cem anos. Em 1942, com o corte de três zeros, e a mudança para Cruzeiro, e quando este surgiu, havia 40 valores de moedas, de bronze, de níquel e de prata. Em1965, a reforma monetária cortou novamente três zeros e a moeda passou a ser: Cruzeiro Novo. Novamente em 1970, o Cruzeiro renasceu, sem a retirada dos três zeros. Em 1986, com a inflação, o Cruzeiro mudou para Cruzado, com a retirada de três zeros. Em fevereiro de 1989, surgiu o Cruzado Novo, com a retirada de três zeros.
Em 1990, o governo Collor ressuscitou o Cruzeiro sem cortes de zeros.  Em 1993, a moeda passou a ser Cruzeiro real, com três zeros a menos. Em 1º de julho de 1994, foi instituído o Real, no mandato do presidente Itamar Franco, sob o comando do Ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso. O Real não traz personalidades da história nacional, mas sim, animais da fauna brasileira, a saber:  1 real (Beija-flor); 2 reais (Tartaruga); 5 reais (Garça); 10 reais (Arara); 20 reais (Mico Leão); 50 reais (Onça Pintada) e 100 reais (Garoupa).  Até a chegada do Real a moeda brasileira perdeu 15 zeros, em 51 anos.

Salário Mínimo  O salário mínimo foi instituído em janeiro de 1936, pela Lei nº 185, e no dia 1º de maio de 1940, pelo Decreto-Lei nº 2162, o então presidente Getúlio Vargas, fixou os valores do Salário Mínimo, em 240 mil réis, que começou a vigorar, com a vigência de um período de 3 anos, o que foi efetuado em 1º de janeiro de1943.
Evolução do Salário Mínimo, durante os anos:
01/01/1943    -       300 mil réis         01/12/1943     -     380 mil réis   01/03/1967    -  105.00  Novo Crz.   26/03/1968     -    129,60  N.Crz 01/05;1969    -  156,00   “       “         01/05/1970    -     187,20   “   “ 01/05/1971    -   225,60  Cruzeiro     01/05/1972    -     268,80 Cruz.     01/11/1984 -166.560,00       “          01/05/1985 - 333.120,00    “   01/11/1985 -600.000,00       “          01/03/1986 -   804,00  Cruzado         15/01/1989 -       54,37 Novo Crz   01/02/1989 -     63,90 Novo Crz   01/03/1990 -    3.674,05   “       “     15/03/1990 -   3.674,05 Cruzeiro           07/1993 - 4.639.800,00         “        08/1993 - 5.534,oo  Cruz/Reais             março/94 - 647,50 (64,79) URV   30/04/94 -1.323.92 (64,79) URV maio/94 - 1.844,69 (64,79)     ”      30/06/94 - 2.750,oo (64,79)    “    julho/1994 -     64,79     Real         09/1994 -   64,79          Real    10/1994 -         70,00        “            01/95  Abono 15,+ 70,00  “      maio/1995 -   100,00       “             abril/1996 -     100,00        “ maio/1996 -   112,00       “             abril/1997 -     115,00        “    maio/1997 -   120,00      “              abril/1998 -     120,00        “   maio/1998 -   130,00      “              maio/1999 -    136,00        “       maio/2000 -   151,00      “              maio/2001 -    180,00        “        abril/2002 -     200,00     “              abril/2003 -     240,00        “       maio/2004 -    260,00     “              maio/2005 -    300,00        “      abril/2006 -     350,00     “              abril/2007 -     380,00        “      março/2008 -  415,00     “              fevereiro/2009 - 465,00    “    janeiro/2010-   510,00    “              março/2011 -  545,00       “    janeiro/2012 -  622,00    “              janeiro/2013 - 678.00       “   janeiro/2014 -  724,00    “              janeiro/2015 - 788,00       “
Obs: Apesar do último aumento do Salário Mínimo ter sido de (8,84 %)  o aumento para os aposentados ficou em (6,22 %), o que vem acontecendo todas as vezes que é feito o reajuste do salário mínimo, reduzindo e prejudicando cada vez mais os aposentados e os pensionistas.

Fonte:
Internet
+ Acréscimos

Jc.
São Luís, 30/04/2015


Nenhum comentário: