quinta-feira, 25 de junho de 2015

PRINCÍPIOS DA EVANGELIZAÇÃO INFANTIL




 1- DEUS -  É a inteligência suprema e soberana, único e eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberanamente justo, misericordioso e bom, infinito em todas as perfeições. Tal é o ensino em que repousa o edifício universal. Esse farol cujos raios se estendem por todo o Universo, única luz capaz de guiar o ser humano na sua trajetória de evolução. Se o ser humano há errado tantas vezes, é unicamente por não ter seguido o roteiro que lhe estava indicado. “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento”. Este é o grande primeiro mandamento.  O segundo é semelhante a este. “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.  Eis toda a lei divina, mediante a qual governa Deus os mundos.
2- JESUS -  Constitui o tipo de perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus nos oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei de Deus, porque sendo ele o mais puro já aparecido na Terra, o Espírito Divino o animava. Muitas leis são apresentadas como leis divinas, porém são simples leis humanas, criadas para servir às paixões e dominar os seres humanos.
3- DOUTRINA DOS ESPÍRITOS -  Realiza o que Jesus disse do Consolador prometido: relembrando tudo o que Ele ensinou, o conhecimento das coisas fazendo com que o ser humano saiba de onde vem, para onde vai e por que está na Terra, convidando todos para o exercício dos verdadeiros princípios da lei de Deus e consola pela fé e pela esperança.
4- LEI DO AMOR -  “O amor resume a doutrina de Jesus, inteira, visto que esse é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado”. “Amai-vos uns aos outros, eis toda a lei divina, mediante a qual governa Deus os mundos”. Não esqueçamos nunca que o Espírito, qualquer que seja o grau de seu adiantamento, sua situação como reencarnado ou na Espiritualidade, está sempre colocado entre um superior que o guia e o ajuda a se aperfeiçoar, e um inferior, para com o qual tem sempre que cumprir esses mesmos deveres. “Sede brandos e amorosos para com os seres mais inferiores da criação, e tereis obedecido à lei de Deus. O amor é a lei de atração para todos os seres vivos”.
5- LEI DO TRABALHO -  O Espírito formado na escola do trabalho dela sai mais forte e mais apto para as grandes realizações. Dentro dos postulados espíritas, o cuidado  e o carinho têm tomado proporções gigantescas e, do norte ao sul do Brasil, surgem instituições evangélicas-espíritas, onde os espíritos encarnados  recordam as lições recebidas na Espiritualidade, firmando os pontos básicos da edificação do caráter. Entretanto, dada ás ocupações rotineiras, o ensino da Doutrina dos Espíritos às crianças e aos jovens, limitam-se a algumas horas semanais, algumas leituras, sem a prática da observação e do trabalho. É necessário levar as crianças e os jovens ao trabalho prático, nos hospitais, nos  asilos, nas visitas aos enfermos, na doação de um pão aos carentes. Trabalhemos com Jesus para que o Mestre projete sua luz sobre quantos desejam em verdade trabalhar, servir e amar.
6-  AS CRIANÇAS -  São os seres que Deus manda para nós, com todos os aspectos da inocência. Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, as más ações cobrem-se com a capa da inconsistência.  Essa inocência não constitui superioridade real. Deus lhes deu esse aspecto de inocência por causa  dos pais,  de cujo amor necessita. A  delicadeza  da  idade Infantil, as tornam acessíveis aos conselhos dos que devem fazê-las progredir.  Tal é o dever que Deus impôs como missão sagrada aos seus pais, parentes e professores.
7- CRIANÇA EVANGELIZADA, HUMANIDADE TRANSFORMADA – Nasce a criança, trazendo consigo o patrimônio moral que lhe marca a individualidade. No entanto, receberá os reflexos dos pais e dos mestres que lhe imprimirão as imagens cerebrais que, em certas ocasiões, lhe influenciarão a existência inteira. Desde pequenina a criança manifesta os instintos bons ou maus que traz de sua existência anterior. Os pais devem observar os pequenos indícios reveladores de tais vícios e cuidar de combatê-los, sem esperar que criem raízes. Também os exemplos dos pais serão importantes para moldar o caráter das crianças. “A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade, excluindo toda ideia de egoísmo e orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza”.  Para uma mãe, seu filho é sempre um anjo e assim era preciso que fosse para lhe cativar a solicitude. São importantes as lições oferecidas por Jesus, quanto à infância, uma vez que, de Sua passagem pela Terra, Ele a colocou em posição de destaque, ao dirigir-se às crianças com doçura, amorosamente abraçando-as, abençoando-as, impondo-lhe as mãos. O “deixai vir a mim as criancinhas” foi e continua sendo a preciosa lição de Jesus, que nos convida a perceber a necessidade de se cuidar desde cedo da educação da criança e do jovem. A criança abandonada e ressurge no adolescente inseguro e revoltado e na posição de ser humano violento.
8- A EDUCAÇÃO - Qual seria, pois, o principal instrumento para o alcance do divino desígnio de evolução do ser humano? – Sem prescindir de outros fatores, a resposta em todos os tempos é a mesma – educação. Entre os instrumentos pedagógicos disponíveis a evangelização infantil, se assemelha a uma semeadura. “Eduque a criança no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele”  (Provérbio, 22.6)
9-  A NOVA HUMANIDADE -  O ser humano será o que da sua infância se faça. A tarefa da educação é de relevância, enquanto que a da evangelização é de urgência salvadora. Quem educa, cria os valores ético-culturais para uma vivência nobre e ditosa;  quem instrui, oferece meios para que a mente alargue a compreensão das coisas e entenda a existência; quem evangeliza, liberta para uma existência de paz, harmonia e felicidade. Sem a renovação espiritual da criatura para o bem, jamais chegaremos ao nível superior que nos compete alcançar e santificar a humanidade no mundo redimido do amanhã.
10- MENSAGEM DA CRIANÇA - “Dizes que sou o futuro. Então, não me desampare o presente. Dizes que sou a esperança da paz; não me induzas à guerra. Dizes que sou a promessa do bem; não me confies ao mal. Dizes que sou a luz dos teus olhos;  não me abandones às trevas. Não espero somente o pão; dá-me também luz e entendimento. Não desejo apenas o teu carinho; suplico-te amor com que me eduques. Não te rogo apenas brinquedos; peço-te bons exemplos e boas palavras. Não sou apenas ornamento em teu caminho; sou alguém que bate à porta em nome de Deus. Ensina-me a humildade e o trabalho, o devotamento e o perdão. Orienta-me para que seja bom e justo... Ajuda-me hoje para que amanhã eu não te faça chorar...            (Meimei)
Fonte:                                                                                                                              9º Efas, realizado em São Luís.
Allan Kardec  -  Emmanuel  -  Bezerra de Menezes                                                                                         
+ Supressões, acréscimos e pequenas modificações.

Jc. São Luís, 24/4/2015  
                                                                                               

Nenhum comentário: